TintaDigital - Solucoes em Tecnologias de Informacao
Artigos de Opinião
Porque não experimentar um 'outro' office? versão para impressão enviar por e-mail

O Microsoft office está tão enraizado que muitas pessoas, provavelmente, nem saberão que existem outras alternativas, eventualmente até mais eficientes quando comparados por alguns factores, como por exemplo o preço e que desempenham igualmente bem as normais funcionalidades que pretendemos com o office.

Apresentamos um artigo que foi publicado no TEk Sapo, a 11/09/2008 e que tem por título 'Experimente os outros offices'.

Neste interessante artigo são apresentadas algumas alternativas ao reconhecido Microsoft office e que possibilitam, pelo menos, uma maior variedade de escolha na altura de aquisição deste tipo de ferramenta informática. É o caso do OpenOffice, que oferece a maioria das capacidades do Office a um custo definitivamente mais apelativo....GRATUITO! Porque não experimentar?

Sugestão TeK - Experimente os "outros" Office

Um dos principais encargos extra na aquisição de um computador novo é, normalmente e aparte algumas aplicações mais especializadas, a compra da versão mais recente da suite de produtividade Microsoft Office, mesmo com o desconto para estudantes e professores, que é significativo.

E porquê, forçosamente, o Microsoft Office? Porque, apesar de tudo, não existe uma garantia absoluta de compatibilidade entre os ficheiros produzidos nas diversas suites de produtividade concorrentes ao Microsoft Office, quer sejam gratuitas ou pagas. Um ficheiro criado em qualquer suite alternativa ao Office será sempre aberto por este, desde que gravado num formato compatível. Pelo meio, poderá, todavia, ser perdida alguma formatação.

A compatibilidade crescente dos ficheiros, auxiliada pelo desenvolvimento contínuo dos rivais do MS Office, bem como pela recente abertura, pela Microsoft, de algumas das fundações da suite, tornaram a possibilidade de perda de formatação, ou mesmo de alguns conteúdos, bastante reduzida.

A maior parte dos consumidores não empresariais optará, todavia, pela Microsoft, também por outros argumentos, incluindo a familiaridade com o interface, o suporte técnico facilmente disponível e acima de tudo, a omnipresença desta suite no computador do trabalho e nos computadores dos amigos e conhecidos. No fundo é mais ou menos isto: "Se toda a gente usa, porque é que eu hei-de ser diferente?!".

Posto de parte o medo da falta de compatibilidade, o critério já só pode ser um: o custo de compra. Aqui ficam três alternativas altamente competentes ao Microsoft Office, com o bónus acrescido de duas delas não serem só mais baratas que o produto da Microsoft, mas, simplesmente, gratuitas.

OpenOffice.org
Quando se fala em alternativas ao Microsoft Office, este é o primeiro nome da lista. O OpenOffice.org é uma das mais competentes, estáveis e extensas alternativas ao MS Office. Baseado no código do StarOffice, a suite de produtividade paga da Sun Microsystems e mantendo algum apoio de desenvolvimento por parte da Sun, em conjunto com uma entusiástica comunidade livre de programadores.

O OpenOffice.org é gratuito e inclui alternativas à maior parte das aplicações que integram o Microsoft Office, começando pelo Writer, um processador de texto com um interface e funcionalidades muito semelhantes ao Microsoft Word, o Calc, um programa de tabelas substituto do Excel e finalmente, o Impress, para composição de apresentações, em alternativa ao PowerPoint.

456752.gif.jpeg
Para os utilizadores mais avançados, o OpenOffice.org inclui, ainda, a base de dados Base, semelhante ao Microsoft Access e o Math, um programa de criação de fórmulas matemáticas.

Todos os programas do OpenOffice.org gravam os ficheiros, preferencialmente, no formato Open Document Format, mas podem, igualmente, ser gravados em formatos diversos, incluindo .pdf, .xls e .doc. Os mesmos ficheiros podem, também ser abertos e editados no OpenOffice.org. De fora ficam, por enquanto, os ficheiros Office Open XML do Microsoft Office 2007.

O OpenOffice.org é compatível com Windows Vista e Windows XP, estando ainda disponível para diversos outros sistemas operativos.

456753.gif.jpeg

IBM Lotus Symphony
Com um paradigma de interface já relativamente distante do MS Office, a suite gratuita Lotus Symphony, da IBM, oferece, todavia, um desempenho e uma compatibilidade irrepreensíveis, embora, à semelhança do OpenOffice.org, não suporte os mais recentes formatos Office Open XML da Microsoft.

O Lotus Symphony é constituído pelo Documents, um processador de texto, Spreadsheets, um programa de tabelas e Presentations, a versão Lotus do Powerpoint.

456754.gif.jpeg

Para além de suportar os formatos ODF, o Lotus Symphony suporta a maior parte dos ficheiros Microsoft Office pré-MS Office 2007, bem como ficheiros PDF.

Disponível para Windows Vista, Windows XP e diversas distribuições Linux.

456755.gif.jpeg

ThinkFree Office
Ao contrário da maior parte das suites alternativas ao Microsoft Office, o ThinkFree Office tem como principal argumento de vendas a sua semelhança com o... Microsoft Office.

Os programadores do ThinkFree Office visam oferecer uma experiência de criação e utilização do software o mais parecida possível com o MS Office, mas a um preço dramaticamente inferior, por cerca de 30 euros.

O ThinkFree Office oferece um interface e funções semelhantes ao MS Office, com suporte para leitura, edição e criação de ficheiros OOXML .docx e .pptx, para além dos ficheiros .doc, .xls e .ppt, bem como muitos outros formatos. O ThinkFree Office suporta, ainda, exportação de todo o tipo de ficheiros para PDF.

Sendo claramente orientado para a produtividade pessoal, o TF Office inclui apenas aplicações de processamento de texto, o Write, de tabelas, o Calc e para criação de apresentações, o Show.

456756.gif.jpeg

O ThinkFree Office é compatível com Windows Vista, Windows XP, Mac OS X e Ubuntu e pode ser adquirido e descarregado online, por cerca de 30 euros.

456757.gif.jpeg

Existem outras alternativas de ferramentas de produtividade baseadas em Web, que exigem acesso à Internet, mas essas ficam para outra Sugestão TeK...

2008-09-11 14:30:00
Casa dos Bits

in TEK Sapo 

 
side2  Subscrever RSS
Aviso Legal | Privacidade | Mapa do Site | Contactos | Direitos de Cópia | © TintaDigital 2004-11